terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Novo Léxico Português

.
.
O meu amigo Ferreira Pinto fez o favor de me enviar, para aumentar a minha kultura, estes novos termos do léxico português, já na linha claro, do novo acordo ortográfico, que tão bem trata a língua portuguesa.

Como não sou egoísta, aqui vos deixo o novo dicionário, para que possam a partir de agora falar correctamente, sem serem notados e apontados como ignorantes da nossa língua pátria.


Alevantar
O acto de levantar com convicção, com o ar de 'a mim ninguém me come por
parvo!.. alevantei-me e fui-me embora!'.


Amandar
O acto de atirar com força: 'O guarda-redes amandou a bola para bem longe'


Aspergic
Medicamento português que mistura Aspegic com Aspirina.


Assentar
O acto de sentar, só que com muita força, como fosse um tijolo a cair no
cimento.

Capom
Porta de motor de carros que quando se fecha faz POM!


Continuação
Utilizado no momento em que há separação, como cumprimento. Fica muito bem acompanhado de "saudinha da boa" ou "Tudo de bom" como resposta.

Destrocar
Trocar várias vezes a mesma nota até ficarmos com a mesma.

Disvorciada
Mulher que se diz por aí que se vai divorciar.

É assim...
Talvez a maior evolução da língua portuguesa. Termo que não quer dizer nada
e não serve para nada. Deve ser colocado no início de qualquer frase. Muito
utilizado por jornalistas e intelectuais.

Entropeçar
Tropeçar duas vezes seguidas.

Êros
Moeda alternativa ao Euro, adoptada por alguns portugueses.

Estrespasse
Acto de passar qualquer estabelecimento.


Falastes, dissestes...
Articulação na 4ª pessoa do singular. Ex.: eu falei, tu falaste, ele falou,
TU FALASTES..

Fracturação
O resultado da soma do consumo de clientes em qualquer casa comercial. Casa que
não fractura... não predura.

Há-des
Verbo 'haver' na 2ª pessoa do singular: 'Eu hei-de cá vir um dia; tu há-des cá vir um dia...'

Inclusiver
Forma de expressar que percebemos de um assunto. E digo mais: eu inclusiver acho
esta palavra muita gira.
Também existe a variante 'Inclusivel'.


A forma mais prática de articular a palavra MEU e dar um ar afro à língua
portuguesa, como 'bué' ou 'maning'. Ex.: Atão mô, tudo bem?

Nha
Assim como Mô, é a forma mais prática de articular a palavra MINHA. Para
quê perder tempo, não é? Fica sempre bem dizer 'Nha Mãe' e é uma
poupança extraordinária.

Númaro
Também com a vertente 'númbaro'. Já está na Assembleia da República uma proposta de lei para se deixar de
utilizar a palavra NÚMERO, a qual está em claro desuso. Por mim, acho um bom
númaro!

Parteleira
Local ideal para guardar os livros de Protuguês do tempo da escola.

Perssunal
O contrário de amador. Muito utilizado por jogadores de futebol. Ex.: 'Sou
perssunal de futebol'. Dica: deve ser articulada de forma rápida.

Pitaxio
Aperitivo da classe do 'mindoím'.

Prontus
Usar o mais possível. É só dar vontade e podemos sempre soltar um 'prontus'!
Fica sempre bem.

Prutugal
País ao lado da Espanha. Não é a Francia.

Quaise
Também é uma palavra muito apreciada pelos nosso pseudo-intelectuais.. Ainda
não percebi muito bem o quer dizer, mas o problema deve ser meu.

Runião
Ajuntamento de indivíduos com um fim preciso.

Stander
Local de venda. A forma mais famosa é, sem dúvida, o 'stander' de automóveis.
O 'stander' é um dos grandes clássicos do 'português da cromagem'...

Tipo
Juntamente com o 'É assim', faz parte das grandes evoluções da língua
portuguesa. Também sem querer dizer nada, e não servindo para nada, pode
ser usado quando se quiser, porque nunca está errado, nem certo. É
assim... tipo, tás a ver?

Treuze
Palavras para quê? Todos nós conhecemos o númaro treuze.
.
.

3 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

Li há dias que um aluno de Mestrado tinha escrito "em pune" quando devia ter escrito impune.
Por isso, nada me admira.

lusitano disse...

Caro Ferreira Pinto

As coisas que eu ouço e vejo escritas de gente com cursos superiores, davam um livro humorístico.

Abraço

deusam disse...

Aqui vai mais uma:
Soutora. Também conhecida por doutora.