sábado, 8 de março de 2008

Já não há vergonha...

Documento de Catalina desviado
Governo colabora na acção de Pedroso contra o Estado

Por Ana Paula Azevedo e Felícia Cabrita

Um documento de Catalina Pestana apareceu misteriosamente nas mãos do advogado de Paulo Pedroso. E quem o passou foi o chefe de gabinete do ministro Vieira da Silva. A juíza já participou ao Ministério Público. O caso prova as ligações entre o Governo e Paulo Pedroso, num caso em que este processa o Estado.
Retirado do jornal Sol
.
A vergonha, o pudor perderam-se por completo!
Os sinais de arrogância, autoritarismo, aliados a uma impunidade permanente que se verifica em pequenas noticias que nunca são averiguadas até ao fim, estão aí, à vista de todos nós e no entanto não queremos ver, continuamos a olhar para o lado e a prosseguir as nossas vidas como se nada se passasse.
O que importa é o défice!
Os valores da sociedade, o bem estar das populações, a administração verdadeira e atempada da justiça, a educação dos jovens e adultos, nada disso interessa, mas apenas o equilibrio das contas que ainda por cima a maior parte das vezes é manipulado para atingir os resultados que se prometem.
Já sei, vão dizer que o senhor que entregou o documento o fez em colaboração com a justiça!
Pois, mas se o individuo em questão fosse o Zé das couves bem se lixava porque não havia documento para ninguém!

6 comentários:

Carol disse...

Que vergonha! Um escandâlo de tamanho brutal!

quintarantino disse...

Isso desvio de documentos e de informações é o que mais há ... mas, de facto, fosse ele o Zé Pedroso, pescador de Cacilhas, e nem papel higiénico lhe davam ou passavam!

Tiago R. Cardoso disse...

será de estranhar tais factos ?

toda a razão, fosse o Zé das Couves bem que estava lixado.

A comprovar-se tal facto seria o suficiente, num país normal, para alguns ministros irem à vida.

lusitano disse...

Pois é Carol!

Mas vês como ninguém fala na coisa...
É espantoso, não é...

lusitano disse...

quintarantino

Se calhar ainda arranjavam documentos para o lixar, para que o Estado não tivesse que pagar a imdemnização pedida....

lusitano disse...

Tiago

Repito a resposta que dei à Carol:

Ninguém fala no assunto, os jornalistas não acharam relevante, e claro os intervenientes calaram-se...