terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Pobre Democracia!

Neste fim de semana, o PCP, realizou o seu “não sei quantos” Congresso, que mais uma vez, unanimemente, votou naqueles que lhe eram apresentados.
Discussão não houve, ao que se sabe, que isto é gente que sabe tudo e detém a unanimidade do saber.

Basta ver as noticias para nos apercebermos disso mesmo!


Comité Central do PCP eleito em reunião à porta fechada
Publico
.
O Comité Central do PCP foi hoje eleito, no XVIII Congresso Nacional, em Lisboa, com 98 por cento dos votos, oito votos contra e 17 abstenções.
Pela segunda vez, a eleição foi feita por voto secreto, através de sistema electrónico, "por imposição de uma lei dos partidos anti-democrática", que impõe o voto secreto.
Lusa

É curioso reparar que os comunistas consideram prática anti-democrática o voto secreto, o que se compreende, pois não podem aferir os anti-democratas que votam contra as suas propostas.
.
Sempre me fez confusão esta coisa de em Portugal serem proibidos partidos nazis ou fachistas, (e muito bem, digo eu), mas não serem proibidos partidos comunistas.
.
Ora vejamos:
Aqueles partidos são proibidos, porque advogam ditaduras, porque são reminiscências de ditaduras ferozes como a nazi na Alemanha e a fachista na Itália.
Mas que raio, os partidos comunistas não são também filhos dilectos do partido comunista da União Soviética, que embora ainda se esteja a fazer a história já sabemos que ultrapassou largamente em “ferocidade” as outras duas ditaduras?
.
Há, deve ser porque os nazis e os fachistas eram racistas e xenófobos!
Aí sim, há uma diferença grande, porque os comunistas mataram, prenderam e expulsaram gente de todas as raças e cores!
.
Talvez seja porque os comunistas agora reciclaram e são democratas!
Mas alguém deu hipóteses aos nazis e aos fachistas de se tornarem também democratas?
.
E já agora, será que o partido comunista já retirou do seu ideário a “ditadura do proletariado”?
.
Pois, mas o partido comunista tem razão de existir, porque há cerca de 10%, mais coisa menos coisa, de portugueses que votam nele.
Mas nós nunca podemos saber se haveria portugueses que votassem num partido nazi ou fachista, porque eles estão proibidos!
.
Bem, neste momento alguns que lêem isto já me chamaram anti-comunista primário, para além de outros mimos.
E perante o descrito, perante um partido que afirma que Cuba, a Coreia da Norte e a China, por exemplo, são democracias, que defende as FARC e outras coisas como tais, afirmo que sim, que sou anti-comunista primário, exactamente como sou anti-nazi primário e anti-fachista primário!
.
Se a Constituição proíbe uns, (e muito bem), por atentarem contra a democracia, também devia proibir os outros cuja prática sempre se revelou exactamente igual!
Ou então expliquem-me lá esta coisa toda, porque eu não consigo entender!

10 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

no entanto temos de admitir, são cristalinos, não escondem o que são e já sabemos para onde vão.

Ferreira-Pinto disse...

Eu deu-me um gozo danado foi ver a Odete a escorrer estalinismo e alguns néscios da Comunicação Social a babarem-se!

Mas, no fim, vendo os tipos a arrumarem aquela tralha toda admito que os invejei ... fossemos todos, e eles também, assim em tudo o que aos portugueses interessa. Aquilo é que é organização.

AP disse...

Partilho ponto a ponto a sua opinião...Sempre me fez confusão o seguinte, porque é que as ditaduras comunistas(que ainda as à) nunca ficaram com a má fama e reputação que o Nazismo e o Fascismo?! Se observamos bem, só mudavam as cores, símbolos e saudações, ambos utilizaram os mesmos meios para tentarem alcançar o mesmo tipo de fim!

Parabéns pelo texto!

Cumprimentos

Gonçalo disse...

Há um livro muito engraçado, do Martin Amis, chamado Kouba, o Terrível. Fala do grande Zé do Aço e, principalmente, da forma como distinguimos, cultural e socialmente, o comunismo do fascismo. Recomendo.
Um abraço

Blondewithaphd disse...

Pergunta a minha santa ingenuidade loura: mas ainda existe um PCP? Para quê, deuses?

lusitano disse...

Ó caro Tiago

O problema está aí, nós sabemos quem são e o que querem, mas não é isso que eles dizem, pois afirmam-se democratas, o que só se for de apelido...

Abraço

lusitano disse...

Caro Ferreira Pinto

Lá organizados são eles, mas a verdade é que todas as ditaduras têm que ser bem organizadas, quando não, não sobrevivem...

Abraço

lusitano disse...

Caro AP

Obrigado!

Abraço

lusitano disse...

Caro Gonçalo

Vou tentar encontrar e ler, mas o tempo é tão escasso.

Obrigado.

Abraço

lusitano disse...

Ó Blonde, porque isto é um país diferente e nem sempre para melhor!

Temos tanta coisa que até temos estes também!!!

Abraço