domingo, 14 de dezembro de 2008

Não têm vergonha nenhuma!!!

.
«Ser deputado não é uma escravatura», diz Almeida Santos
Histórico do Partido Socialista defende que não haja votações à sexta-feira

A polémica da falta dos deputados continua a gerar reacções. Agora é o história do Partido Socialista, Almeida Santos, que defende os faltosos e até sugere que não haja votações à sexta-feira.
«Não se paga aos deputados o suficiente para que sejam todos apenas profissionais, sobretudo quando são profissionais do direito ou fora do direito.
No caso do advogado, se tem um julgamento não pode estar na assembleia e no julgamento ao mesmo tempo», começou por dizer, em declarações à RTP.
«Quanto às justificações para as faltas, é verdade que a sexta-feira é, em si própria uma justificação, porque é véspera de fim-de-semana. Eu compreendo isso. Talvez esteja errado que as votações sejam à sexta-feira.
Não julguemos também que ser deputado é uma escravatura, porque não é, nem pode ser.
É preciso é arranjar horas para a votação que não sejam as horas em que normalmente seja mais difícil e mais penoso estar na Assembleia da República», frisou.
Portugal Diário
.
Esta gente não tem mesmo vergonha na cara!
.
Como é possivel dizer tanta bacorada, em tão pouco tempo, e ter tanta falta de vergonha para se conseguir produzir tais afirmações.
.
Não escrevo mais nada sobre isto porque me causa asco!
.
Mas deixo aos leitores que por aqui passarem o espaço dos comentários, para se indignarem, com a promessa de que colocarei sobre esta noticia, neste espaço, os seus comentários.
____________________________________________
Comentários:
..
MaF_Ram disse...
... e é este o tipo de gentinha a quem nós delegamos o poder de nos representar!!!Pobres de nós, tão mal parados!
15 de Dezembro de 2008 9:50
.
A. João Soares disse...
Mas que se pode esperar deles?Qual foi a carreira que seguiram? Em geral, foram maus estudantes, sem perspectivas de vida, pelo que se encostaram às jotas, onde, à custa de aplausos nos comícios e de loas aos líderes conquistaram direito a melhores avaliações no partido e boas classificações nos estudos dadas por professores do partido. Não esquecer que muitos só se licenciam depois de fazerem uns favores a universidades e mestres (!)Por esse caminho vão a assessores, deputados, autarcas, secretários de Estado, ministros e até...Deles, por isso, não se pode esperar competência nem valores éticos ou morais.São o que são e, em consequência, o País é o que é!!!As agências de emprego especializadas na política (partidos) não olham a competência, mas a nome e família ou amizade de outros elementos do clã.AbraçoJoão
15 de Dezembro de 2008 10:58
.
Ferreira-Pinto disse...
Andamos a afinar pelo mesmo diapasão ... pois irei dedicar umas linhas ao assunto, embora em perspectiva diferente, no meu próximo escrito.Deixo aqui apenas uma nota de rodapé, melhor, deixo duas:- Almeida Santos deve estar caduco, a padecer de senilidade acelerada ou a gozar connosco;- aos restantes, e a ele também, digo apenas que é preciso topete para tanto descaramento.
.
Tiago R Cardoso disse...
Almeida santos delira com o calor e congela as ideias com este frio, só pode ser.
.
Blondewithaphd disse...
Eu acho tudo isto o cúmulo da sem-vergonhice! É qu eo meu desgraçado salário serve para pagar faltistas! Porque é que não fazem a coisa simplisíssima de contratos com exclusividade? Quem quer quer, quem não quer, não entre na política! Já agora, nós os desgraçados dos representados, gostaríamos, de facto, de ser representados!
.
.
.

5 comentários:

MaF_Ram disse...

... e é este o tipo de gentinha a quem nós delegamos o poder de nos representar!!!
Pobres de nós, tão mal parados!

A. João Soares disse...

Mas que se pode esperar deles?
Qual foi a carreira que seguiram? Em geral, foram maus estudantes, sem perspectivas de vida, pelo que se encostaram às jotas, onde, à custa de aplausos nos comícios e de loas aos líderes conquistaram direito a melhores avaliações no partido e boas classificações nos estudos dadas por professores do partido. Não esquecer que muitos só se licenciam depois de fazerem uns favores a universidades e mestres (!)
Por esse caminho vão a assessores, deputados, autarcas, secretários de Estado, ministros e até...
Deles, por isso, não se pode esperar competência nem valores éticos ou morais.
São o que são e, em consequência, o País é o que é!!!
As agências de emprego especializadas na política (partidos) não olham a competência, mas a nome e família ou amizade de outros elementos do clã.
Abraço
João

Ferreira-Pinto disse...

Andamos a afinar pelo mesmo diapasão ... pois irei dedicar umas linhas ao assunto, embora em perspectiva diferente, no meu próximo escrito.
Deixo aqui apenas uma nota de rodapé, melhor, deixo duas:

- Almeida Santos deve estar caduco, a padecer de senilidade acelerada ou a gozar connosco;

- aos restantes, e a ele também, digo apenas que é preciso topete para tanto descaramento.

Tiago R Cardoso disse...

Almeida santos delira com o calor e congela as ideias com este frio, só pode ser.

Blondewithaphd disse...

Eu acho tudo isto o cúmulo da sem-vergonhice! É qu eo meu desgraçado salário serve para pagar faltistas! Porque é que não fazem a coisa simplisíssima de contratos com exclusividade? Quem quer quer, quem não quer, não entre na política! Já agora, nós os desgraçados dos representados, gostaríamos, de facto, de ser representados!