segunda-feira, 16 de junho de 2008

A Verdade Desportiva...

Há uns dias atrás ouvimos o senhor Platini, muito indignado, dizer que a UEFA não admitia batoteiros no futebol, etc, etc.
Verdadeiramente, verdadeiramente ainda não está provado, que o clube a quem ele se dirigia, o Futebol Clube do Porto, seja culpado do que é acusado, por isso o senhor deveria ter sido mais comedido nas suas palavras.
Mas deixemos isso de lado para atentarmos na “verdade desportiva” que é permitir que o jogo Suiça/Portugal seja arbitrado por um árbitro austríaco, curiosamente cidadão do outro país organizador do Euro 2008 e vizinho da Suiça.
Realmente Portugal não jogou para ganhar, mas os erros consecutivos do árbitro, que ao não assinalar os 2 penaltis que existiram contra a Suiça alterou totalmente a verdade do jogo, cai precisamente na alçada das declarações do senhor Platini!
Há muitos modos de alterar o resultado de um jogo, quer por corrupção directa de alguém, quer por permitir que alguém seja juiz em “causa própria” ou “causa amiga”.
Mas não é só no futebol que a verdade desportiva é posta em causa.
Neste fim de semana decorreu o Rally da Turquia, que foi ganho pelos pilotos da Ford.
Curioso é que, sendo as estradas da Turquia de condução muito difícil para quem inicia os troços cronometrados, a equipa da Ford decidiu no primeiro dia ficar para trás, obrigando assim o campeão em título Sebastian Loeb a abrir todos os troços do dia de Sábado, que é normalmente o dia que define o Rally.
Não o conseguindo bater de outro modo, serviram-se de subterfúgios, para vencerem a prova.
É certo que esta é uma prática corrente, mas chamar a isto “verdade desportiva”?
Então e se os outros fizessem a mesma coisa?
Seria um Rally a ver quem é que ficava em último!
Enfim, vivemos num mundo em que tudo serve para ganhar, com verdade ou sem ela!

8 comentários:

André A. Correia disse...

Quanto ao Portugal-Suiça penso que acima de tudo temos de nos queixar da atitude displicente dos jogadores em campo, embora o árbitro tenha inclinado o campo para a nossa baliza...

Tiago R Cardoso disse...

Bem visto, o senhor Platini tem já há muitos anos um problema com Portugal, simplesmente não gosta deste lugar aqui.

Eu que eu desejo é que, mesmo sendo muito difícil, a selecção o faça engolir muito daquele odio contra Portugal.

Carol disse...

A verdade, caro amigo, é um valor muito relativo para algumas pessoas...

quinttarantino disse...

Monsieur Platini convive muito bem com a falta de verdade desportiva, "non"?
No caso do Porto, basta ver os dois pesos e as duas medidas que a sua sacrossanta UEFA usa em relação a Portugal e Itália;
no caso do EURO2008 é ridículo impedir a repetição de lances mais polémicos como se com isso se conseguisse alterar a história ...

lusitano disse...

Caro André

Claro que sim, não jogamos para ganhar!

lusitano disse...

Caro Tiago

No momento em que te respondo já a França está a fazer as malas para regressar a casa, coisa que o sr. Platini não deve ter achado graça nenhuma...

lusitano disse...

Olá Carol

Essa é uma grande verdade!

lusitano disse...

Quinttarantino

Nem me tinha apercebido dessa da repetição...
É incrível!!!