terça-feira, 3 de junho de 2008

O poeta não tem razão!...A meu ver, claro!



PS acusa Alegre de «quebra de solidariedade»
Vitalino Canas admite «incomodidade» e «desconforto» pela participação do histórico socialista no comício ao lado do Bloco de Esquerda


O porta-voz do PS, Vitalino Canas, admite a «incomodidade» e o «desconforto» do partido pela participação do histórico socialista Manuel Alegre no comício desta terça-feira, organizado pelo Bloco de Esquerda, para debater os problemas do país.
Para Vitalino Canas, o socialista Manuel Alegre mostrou uma «quebra de solidariedade» com o PS ao juntar-se ao Bloco, «desvinculando-se» dos socialistas.
Confrontado com estas críticas, Alegre ripostou que «antes do Dr. Vitalino Canas saber o que era a política, já eu tinha sido preso por lutar pela liberdade».
O deputado do PS e ex-candidato presidencial Manuel Alegre é um dos oradores do comício, além do jovem deputado do Bloco de Esquerda José Soeiro e da professora universitária Isabel Allegro Magalhães.

Retirado de Portugal Diário




Quem me conhece e vai lendo os meus pobres escritos, sabe bem que o PS não é nem de longe nem de perto o Partido das minhas preferências e que Manuel Alegre não faz parte dos políticos de minha estimação, (aliás neste momento nem tenho políticos de estimação).
Devo dizer até que o poeta é mesmo pessoa que me “encanita” um bocado, embora lhe reconheça valor na sua independência e até, vamos lá porque não, me dá um certo gozo quando “chateia” o Sócrates e seus compadres.
Em primeiro lugar, e antes de escrever sobre o assunto principal deste “arrazoado” de palavras quero expressar a minha “irritação” por mais uma vez ver um socialista colocar-se em “bicos dos pés” com o seu passado, para dizer que ele é que tem razão e os outros não.
Alguns chegam a dizer que não aceitam lições de democracia o que "revela" a sua matriz democrática profunda!
Pois bem, neste caso, eu acho que o PS tem razão!
Manuel Alegre pode ser independente nas suas ideias, pode afirmar a sua independência sempre e em todo o lado, pode falar e dizer o que pensa e se está de acordo ou não com a politica do seu Partido, mas não pode, a meu ver, alimentar a adesão a outros Partidos que não o seu, porque senão está, quer ele queira quer não, contra o PS.
E não venham dizer que é um comício alargado à esquerda, etc e tal!
Não é, e toda a gente sabe sem dúvida nenhuma que é um comício do Bloco de Esquerda, que aliás está todo contente com a presença de Manuel Alegre pois basta ver a expressão do inefável Louçã.
Quer o poeta queira quer não, a verdade é que ele vai dizer mal da sua família, para casa da família do vizinho que tem um “litígio de extremas” com a sua família.
Uma coisa é discutir com a família e em família, outra bem diferente é dizer mal da família a quem e com quem já diz mal da família.
Tenho dito!
E já agora para dar uma de “pesporrência”, (à maneira de não aceito lições de ninguém), não me venham dizer o que é uma família, porque nós cá em casa éramos 9 irmãos e em sobrinhos e sobrinhos netos, somos alguns 150!

8 comentários:

quinttarantino disse...

Carísismo amigo, um belo naco de prosa aqui nos deixa!

Alegre a mim também nunca me convenceu. Aquele ar de nojo com que nos enfrenta a nós, povo de é descalço, devia chegar para demover qualquer um de ainda acreditar no cavalheiro.

E esta de ser crítico e a ele ninguém o calar para depois aos costumes dizer nada é o quê?
Para criticar por criticar já basta!

Agradeço a visita ao novo projecto em que me embrenhei.
Volte sempre.

Tiago R Cardoso disse...

Alegre procura sim uma nova família onde possa ser o líder da casa, nada de relevante ou inovador sairá dali.

nem+ disse...

Olá, é a primeira vez que o visito e sabe que mais ? Eu quero é que eles andem todos muito "incomodados"! Muito, deveras incomodados ou um bocadinho mais. E se possível que se disvinculem todos.

Gostei do blog, parabéns.

lusitano disse...

Quintarantino

O sujeito julge por vezes acima de qualquer critica o que não abona muito a favor dos seus ideais democráticos.
Esta coisa de se dizer com a boca que se é democrata, e não com a prática em todos os campos da vida, significa muitas vezes que a democracia só serve até onde chegam os meus interesses.
Por mim vou fazendo que posso, com todas a minhas limitações "democráticas".

Abraço

lusitano disse...

Caro Tiago

E até já escolheu modestamente a casa: o Palácio de Belém...

lusitano disse...

nem+

Obrigado pela visita e pelos parabéns.

Respondendo ao seu comentário sirvo-me da sua identificação:
Nem mais!

Carol disse...

Alegre, sinceramente, nem como poeta me convence... O que esta gente não faz por um tacho!

lusitano disse...

Pois é Carol, a verdade é que por fora até parece que se preocupam com os outros, mas por dentro a ambição do protagonismo fala mais alto.

Obrigado pela visita.