sábado, 31 de maio de 2008

Bom fim de semana

.
O QUE É FEITO DE TI


O que é feito de ti
Que há tanto tempo te não via.
Por onde andaste
Que faz tempo não te sentia.
Foi por longe
Ou foi por perto,
Que quando te deixaste
Para atravessar o deserto,
Perdeste a alegria?
Mas voltaste,
Finalmente!
Que saudades tinha de ti
Desse teu ar libertado
Rindo para toda a gente,
Dessa vontade de viver
Que te empurra para a frente,
E esse coração fechado
Que abriste emocionado
Para viver o presente.
Já brilha o teu olhar,
Já te apetece cantar,
És um homem renovado
Que nada fará parar…

.
91.10.21

4 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

outro muito bem e outro bom fim de semana.

Fa menor disse...

Mas que belo poema!
O que é preciso é ser "um homem renovado/ que nada fará parar..."

Então, bom fim de semana!

lusitano disse...

Obrigado Tiago, sobretudo por ires lendo estes "devaneios".

lusitano disse...

Olá Fa

É verdade, é isso que é preciso!

Obrigado pela visita.