quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Declare-se já guerra aos gajos, carago!!!

NATO: Russos apontam metralhadoras a José Lello
Incidente com presidente da Assembleia Parlamentar ocorreu num posto de controlo na Geórgia

O presidente da Assembleia Parlamentar da NATO, José Lello, insurgiu-se esta quarta-feira por soldados russos lhe terem apontado metralhadoras quando visitava um posto de controlo na Geórgia, obrigando-o a dar «dois passos atrás», noticia a Lusa.

O português José Lello falava telefonicamente à Agência Lusa desde Tbilissi, onde chegou na segunda-feira para uma visita que termina hoje. «Tive um confronto num posto de controlo, os soldados russos apontaram as metralhadoras e fui obrigado a dar dois passos atrás, levando à intervenção da polícia local», declarou


Do Portugal Diário


É pá, isto é “muita grave”, caraças!

Eu acho que se deviam reunir desde já os altos comandos e preparar uma invasão à Rússia como forma de lavar o insulto do senhor presidente da Assembleia Parlamentar da NATO, José Lello, ter sido obrigado a dar «dois passos atrás».

É que como se diz aqui no país, «para trás mija a burra»!!!

Está-se mesmo a ver o diálogo!

Os soldados russos:
- Nasdrovnia, Gorbatcehv, Putin, Kremlin…(e outras palavras russas)!
E o senhor presidente:
- O quê…emh? (pronúncia do Norte)!

E os gajos a insistirem:
- Spassiba, Ieltsin, Abramovich, e por aí fora…

E o senhor presidente:
- O quê…emh? (mais forte, mais indignado)!

E novamente os “russicos”:
- бизнесмен, пресс-релиз, дистрибьютер, e por aí fora…

Aí o senhor presidente, visivelmente irritado:
- Mau, mau Maria, assim é que a gente não se entende, carago! Estes gajos não são do Norte, carago!

Perante a explosão verbal do senhor presidente, os “russicos” puxam a culatra atrás e é aí, espantem-se ó bafejados pela sorte que em vossas casas “estaides” em segurança, o senhor presidente teve de dar «dois passos atrás».

8 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

A brincar, a brincar ... que não se empole lá o incidente, tudo bem mas os russos andam a testar até onde podem ir não só na Geórgia, mas possivelmente já a pensar na Ucrânia e outros países que em tempos estiveram na esfera de influência da URSS!

Tiago R Cardoso disse...

coitado do Lello, a vida está difícil.

Gostei em particular do momento de ficção, muito bom.

João Castanhinha disse...

lol...(bastante semelhante a lelo:)

Maria disse...

hilariante :))))

lusitano disse...

Amigo Ferreira-Pinto

De acordo!

Foi apenas uma graça perante a "grandiosidade" da "notícia".

lusitano disse...

Obrigado Tiago!

Caramba, o homem teve que dar "dois passos atrás"!!!

lusitano disse...

Obrigado João Castanhinha!

Por acaso Lello até era um vinho bem bom da casa Borges do Porto!

lusitano disse...

Obrigado Maria!

Também ri ao escrever isto!!!