segunda-feira, 14 de julho de 2008

Ainda a libertação de Ingrid Betancourt e o PCP

Cuba
Herói das Farc, Fidel 'condena' sequestros
Com Agência Reuters
O ex-ditador cubano Fidel Castro é a principal inspiração das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) -- o grupo terrorista tomou as armas em seu país com o objetivo de derrubar o governo e, assim como Fidel, instalar um regime socialista no vizinho sul-americano.
Na quinta-feira, contudo, Fidel disse condenar os métodos dos seus seguidores (apesar de seu governo já ter adoptado as mesmas práticas contra os inimigos políticos).
Fidel, longe do poder desde que ficou doente há quase dois anos, escreveu em um texto publicado na noite de quinta pelo site estatal Cuba Debate (www.cubadebate.cu) que Cuba "apoia o processo de paz na Colômbia há mais de vinte anos", e que os atos dos terroristas não são justificáveis. Ele se disse feliz com a libertação da política franco-colombiana Ingrid Betancourt, resgatada pelas tropas do país depois de seis anos no cativeiro das Farc.
"Pelo elementar sentimento de humanidade, nos alegrou a notícia de que Ingrid Betancourt, três cidadãos americanos e outros foram libertados", escreveu o cubano. "Eles nunca deveriam ter sido sequestrados os civis, nem mantidos como prisioneiros os militares nas condições da selva. Eram factos objectivamente cruéis. E nenhum propósito revolucionário poderia justificá-lo", disse Fidel, cujo regime caçou e executou dissidentes durante décadas.
Revista Veja
.
.
Caríssimos camaradas do PCP
Escrevo-vos indignado, triste, estupefacto!
A menos que a noticia acima seja mais uma invenção do “imperial-capitalismo”, temo pela saúde mental do nosso glorioso camarada Fidel, que afastado do poder dever ter sido sujeito a torturas inomináveis para proferir tais afirmações.
A luta pela liberdade, pela democracia, pelos direitos humanos sempre invioláveis, que é a matriz de todo o nosso movimento revolucionário, e que as FARC tão puramente defendem e são exemplo constante a seguir, e que tem exemplo concreto nos anos em que a mãe Rússia, foi governada pelo nosso sempre amado, glorificado, exaltado camarada Staline, não pode parar e continuará estou seguro, pelas vossas mãos, pelas vossas vidas tão desinteressadas de outras coisas que não seja o bem estar do povo.
.
.
Para continuar a ler o resto deste texto aceder a Notas Soltas, Ideias Tontas, que com amizade o quis publicar em Notas Emprestadas.

4 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

E com amizade apenas te digo para estares sempre há vontade de escreveres os textos que entenderes para o Notas.

Fa menor disse...

Gostei da ironia, Lusitano.

lusitano disse...

Caro Tiago

Obrigado pela amizade e pela confiança.

Assim farei como dizes.

Um abraço.

lusitano disse...

Ó Fa, há coisas que só mesmo levando para a ironia...